Silenciosa noite de sábado

Silenciosa noite de sábado

Silenciosa noite de sábado
que paira simplesmente
trazendo consigo um vento suave
que sopra calmamente

E as palavras,
assim como a noite,
aparecem silenciosas

O que revelarão?
O que trarão consigo?

Há palavras que remetem a normalidades
Há aquelas que trascendem a realidade

As que remetem a normalidades,
de que adianta falar?
As que transcedem a realidade,
quem se interessa em escutar?

Palavras
que no papel se tornam belas
e que no coração
abre uma janela

Coração
que no falar não sabe se colocar
e que nas palavras
encontra seu lugar…

Silenciosa noite de sábado
que serena, paira calmamente
canta com seu vento suave
e faz dança com as palavras
da minha mente…

Fabrício Veliq
15.05.10 – 21:31

Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *