Saudades da Baby…

Saudades da Baby…

Onde estás querida amiga?
Por que desaparecestes tão derrependemente?
Sem deixar vestígios, sem dizer um simples tchau…

Por onde andas, o que tens feito?
Dai-me notícias de suas novas aventuras
Não coloque simplesmente fotos em suas páginas

Por onde esse mundo imenso tem te levado?
Por lugares frios, lugares lindos,
casas monumentais, muros com dizeres estranhos….?
Dai-me notícias de seus paradeiros,
mesmo que seja por email
e assim saberei que ainda está por aí..
E assim quem sabe não se dissipa parte da saudade

Saudade de sua voz, de seu tom engraçado
de dizer as coisas,
do “no mais, Gerais” que sempre trocamos ao
despedirmos de alguma conversa.

Faça calar os anseios de informação
e a angústia do não saber
e assim traga a alegria que lhe é peculiar
e a animação que faz parte do seu viver…

Fabrício Veliq
23.12.09 15:00


Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *