Sou um teólogo antifascista

Sou um teólogo antifascista

Ao longo da história sempre foi papel da teologia se posicionar. Uma teologia que não o faz e fica em cima do muro é sempre mais perniciosa do que nenhuma teologia.

No momento em que vivemos, nos quais forças fascistas insistem em tentar tomar o discurso e o poder político, visam por meio do medo intimidar pessoas, ou ainda, por meio dos discursos religiosos triunfalistas apresentar um Deus que nada tem a ver com o Evangelho de Jesus Cristo, é tarefa de todo teólogo e de toda teóloga se posicionar em favor do Evangelho e do anúncio de uma sociedade justa e igualitária para todas as pessoas.

Enquanto seguidores de Jesus é nossa tarefa mostrar as nuances do Reino de Deus que há de vir em sua plenitude e, por isso mesmo, lutar contra toda e qualquer forma de discriminação, autoritarismo e ausência de liberdades.

Toda e qualquer pessoa, independentemente da posição, que afirma que são conciliáveis os discursos fascistas com a fé cristã engana o povo e não compreendeu a mensagem de Jesus.

É tempo de resistir e reascender a esperança de que o Deus anunciado por Jesus Cristo nos capacita a isso.

Que tenhamos coragem. Hoje e sempre.

Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *