Não somos super-heróis porque Cristo nos fortalece

Não somos super-heróis porque Cristo nos fortalece

Imagem de yabadene belkacem por Pixabay

Tudo posso naquele que me fortalece (Fp 4,13)

Este versículo é amplamente conhecido por todas as pessoas cristãs. É muito comum encontrá-lo em carros, casas, status de redes sociais etc, sempre trazendo uma ideia de que se é uma pessoa vencedora ou, em alguns casos mais extremos, de que ali se encontra uma pessoa abençoada por Deus; alguém que alcançou o que gostaria, ou ainda, que por batalhar firme em seus projetos é retribuída por Deus com uma vida na qual todas as barreiras são transpostas.

Esta visão, embora muito motivacional e encorajadora, em nada tem a ver com o texto paulino. Somente revela aquilo que não cansamos de pontuar: que todo texto tirado do seu contexto serve de pretexto para se afirmar qualquer coisa. Com o texto em questão não é diferente. Ele não tem nada a ver com uma visão triunfalista do mundo, e muito menos com uma espécie de discurso coaching de Paulo para os membros da igreja de Filipos.

A leitura do contexto deixa muito clara qual é a intenção de Paulo ao dizer essas palavras. Nos dois versículos anteriores ele menciona que aprendeu a viver em toda e qualquer situação: pobreza, humilhação, honra, fome, abundância e escassez, de maneira que afirma que pode todas as coisas em Cristo que o fortalece em meio a isso tudo.

Dessa forma, o texto fala mais do conforto e suporte de Cristo que Paulo encontrou em meio às inúmeras dificuldades do que da criação de uma espécie de supercristão imbatível que pode fazer todas as coisas a que se propõe.

Em tempos tão conturbados pelos quais passamos, a compreensão do texto bíblico se mostra fundamental e de suma importância para que possa realmente se tornar palavra de Deus em nosso cotidiano e, através de nós, alcançar outras vidas. Uma leitura equivocada desse texto pode levar a uma atitude totalmente irresponsável em relação à pandemia que enfrentamos. Basta tomar o texto em sua compreensão errada para sair afirmando que se é mais forte que o vírus, ou ainda, que se pode pegá-lo porque ele não causará nenhum dano, visto que a vitória sobre ele é certa porque todas as coisas são possíveis em Cristo que nos fortalece.

Como exemplo, podemos tomar os inúmeros líderes políticos e religiosos que têm se mostrado irresponsáveis, mentirosos, charlatões e cruéis em suas falas a respeito da flexibilização das medidas de isolamento, promessas de curas por meio de vendas de elementos ungidos etc baseados em leituras distorcidas e desonestas dos textos bíblicos tirados de seus contextos. Com esses discursos e atitudes, têm levado à morte e ao engano pessoas simples e de boa fé.

O texto, porém, entendido em sua forma e contexto correto, quer afirmar que em todos os momentos de nossa vida, alegres e tristes, saudáveis e doentes, em paz e em guerra, na normalidade e na pandemia, Cristo está nos fortalecendo, caminhando junto conosco, confortando-nos e capacitando-nos a tomarmos as atitudes corretas, responsáveis e sábias em cada momento de nossa existência.

Dessa forma, o ensinamento que Paulo quer trazer passa longe da postura de supercristãos em frente às dificuldades. Antes, quer mostrar que por meio de Cristo é possível se manter firme na fé e ser sinal da esperança cristã de que Deus se faz presente até mesmo nos momentos mais desesperadores pelos quais passamos e, nesse sentido, nos fortalece a ponto de sermos capazes de afirmar que podemos todas as coisas naquele que nos fortalece.

Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *