Feliz 1 ano de casados! (Bodas de papel)

Feliz 1 ano de casados! (Bodas de papel)

Segundo o site www.noivasonline.com, hoje Andréa e eu comemoramos bodas de papel. 
De início, achei interessante essa representação. Comecei a pensar se seria isso devido à abertura que a folha de papel nos permite pensar? 
Diante da folha vazia do papel que acaba de sair pode-se colocar diversas letras. Essa folha é um convite ao inesperado, àquilo que ainda está por vir, um convite à esperança. Diante da folha vazia é possível colocarmos qualquer coisa. Desde a um clássico que influencia diversas gerações até sentenças que causam desgraça à vida de muitos. 
As bodas de papel, ao representar um ano de casado, não seria a representação dessa liberdade para se escrever a história que se deseja escrever nesse novo livro que se inicia a partir do casamento? Não seria, ao mesmo tempo, essa representação da esperança que vem a todo casal que se une? Não seria a representação de um convite da vida para a oportunidade de construir algo totalmente novo daquilo que, muitas vezes foi construído de forma separada?
Celebrar as bodas de papel é celebrar, assim, a esperança de bons tempos, é celebrar a oportunidade dada a nós por Deus de escrever uma história junto com quem amamos e, quem sabe, nos tornarmos um livro que todos desejam ler depois.
Dito isso, externo como é bom fazer um ano de casado com Andréa. Tem sido um momento muito agradável poder dividir a vida com uma pessoa tão amável, carinhosa, solícita e paciente. Meio chatinha, mas super legal..hehehe.
Ao longo desse período, temos aprendido a conviver e a compartilhar um com o outro as alegrias e tristezas, apreensões e descanso, angústias e sonhos, na tentativa de convivermos cada dia melhor e de forma mais harmoniosa.
Quem diria que daria certo, olhando somente os primeiros meses de namoro? 
Acredito que nosso relacionamento é um excelente exemplo de como é possível que duas pessoas totalmente diferentes, mas com sonhos em comum, podem dar certo. 
Talvez isso seja um grande aprendizado ao longo desses anos que estamos juntos (2 anos e meio de namoro e mais 1 ano de casados): que mais importante do que combinar nos gostos é estar dispostos a sonhar juntos e a caminhar juntos. 
Sem isso, gostar das mesmas músicas ajuda, mas no momento das decisões importantes, não são elas que nos guiam. Desconheço alguém que manteve um relacionamento porque ambos gostavam de “The Corrs”.
Da mesma forma, gostar das mesmas séries serve para um dia na semana, mas amores profundos não são construídos só porque somos fanáticos por “Friends” e assistimos às 10 temporadas juntos em DVD.  
Ser da mesma área de formação pode ajudar a construir um negócio juntos, mas nada se compara à riqueza das discussões com quem se pensa diferente de nós.
Deinha e eu, como vários sabem e veem, somos um exemplo de um casal com gostos totalmente diferentes: eu, o desleixado, o que ama xadrez, que faz combinações das mais bizarras possíveis, do tipo de meia de bolinhas e sandália, que usa xadrez sobre xadrez, que gosta de escrever sobre assuntos teológicos e filosóficos que um monte de gente, infelizmente, não tem o menor interesse em saber e que gosta de fazer as coisas sempre antes do prazo dado; Deinha, a que está sempre preocupada se a roupa está amassada ou não, se o cabelo está arrumado ou não, se o forro da mesa está sujo quando recebemos visitas, que ama usar maquiagem, que gosta de Recursos Humanos e Indicadores de RH para tomada de decisões gerenciais e criação de banco de dados, que ama fazer as coisas no último minuto e que odeia escrever.
Contudo, apesar dessas diferenças, os sonhos se assemelham. Sonhamos juntos em ter uma família um pouco maior, em temos nossa casa para poder receber nossos familiares e amigos, em ter uma coleção de facas do Outback para utilizar na Veliq´s Haus, em ser exemplo na vida de outras pessoas que vierem a nos conhecer, em fazer nossas viagens conhecendo diversos lugares ao redor do mundo mesmo não tendo dinheiro ainda (aceitamos doações..hehehe), dentre tantos outros que temos. 
Alguns, como o de congregarmos juntos em uma igreja já se realizou ao nos tornarmos membros da Metodista do Izabela Hendrix, outros estão quase, como as facas do Outback das quais só nos faltam duas para podermos receber 6 pessoas usando as mesmas facas (estética da Andréa e também porque as facas são super boas.. rsrs.), outros estão mais distantes e outros, como as viagens, são mais difíceis. No entanto, permanecemos sonhando unidos na esperança que os realizaremos também unidos.
Assim, na caminhada, sonhando juntos e estando dispostos a auxiliar um ao outro em seus projetos pessoais, mesmo que isso custe um pouco tempo de distância, um pouco a mais de dinheiro, um pouco a menos de conforto, temos escrito nossa história nessa folha de papel da vida, esperando que, a cada dia que a lermos juntos, nossos corações se encham de alegria e contentamento por aquilo que está lá dentro. 
E, nisso, acredito eu, está o que faz esse relacionamento dar certo há mais de 3 anos e, principalmente, nesse 1 ano de convívio constante e diário e tende a fazer dar certo para os mais 100 anos que pretendemos estar juntos.
Andréa é um presente de Deus na minha vida e não poderia estar mais feliz do que com essa chatinha que amo muito.
Amo você, Andréa!
Feliz 1 ano de casados!
Fabrício Veliq
25.07.2016 – 10:39
Compartilhe:

COMMENTS (4)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *