Desejo

Desejo



Desejo,

que os versos venham livremente, afinal versos forçados não são dignos de serem mencionados;

que a poesia se faça em apenas algumas linhas, visto que para ser poesia basta que se toque a alma de alguém e quanto mais simples, mais bela;

que o canto se harmonize com os bons sons que ressoam pelo mundo, trazendo em si toda a capacidade de tranquilizar os corações inquietos 

e que a beleza esteja em todo lugar para onde olhares.

Desejo que sejas feliz.

Fabrício Veliq
05.01.2013 – 01:28

Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *